Archive for Aeroportos

Aeroporto de Brasília é eleito o melhor durante o período do Carnaval

 Aeroporto Internacional de Congonhas e Guarulhos (SP)Com início durante o dia 12 de fevereiro, a Operação Carnaval aconteceu nos principais aeroportos do Brasil. Forças extras foram criadas para garantir que os maiores terminais conseguissem atender a forte demanda de passageiros que circularam pelos locais. O final da operação aconteceu dia 23 de fevereiro.

Desta forma, o Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek foi escolhido como o melhor terminal da Operação. A primeira colocação dentre aeroportos do Brasil foi alcançada através de pesquisa de satisfação entre os passageiros de sete aeroportos, que totalizam cerca de 70% do movimento orgânico para todo os dias do Carnaval. Os outros aeroportos que receberam equipes de pesquisa foram: Aeroporto Internacional Riogaleão e Santos Dumont (RJ), Aeroporto Internacional de Congonhas e Guarulhos (SP), Aeroporto Internacional de Brasília, Recife e Salvador.

Os passageiros foram questionados sobre questões que envolvem a estrutura, prestação de serviços, limpeza dos aeroportos e tempo de espera em filas, por exemplo. A pesquisa também levou em consideração a “satisfação geral do passageiro”. Para chegar aos resultados, o levantamento trabalhou com uma escala de 1 a 5, onde 1 é a menor nota possível e 5 a maior. A pesquisa foi encomendada pela Secretaria de Aviação Civil (SAC) à Praxiam – Business & Marketing.

Com pontuação de 4,4 em relação ao indiciador “satisfação geral do passageiro”, o Aeroporto Internacional de Brasília atingiu o topo entre os aeroportos pesquisados. Já o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (RIOgaleão) recebeu a pior avaliação entre os sete terminais, alcançando apenas 3,7 pontos de média.

De acordo com a empresa responsável pela pesquisa, os dados coletados possuem 95% confiabilidade, já a margem de erro fica em 5%. A empresa também explica que este tipo de levantamento é realizado trimestralmente nos principais terminais do Brasil. E, em períodos de grande movimento como no Carnaval e festas de fim de ano existem pesquisas específicas.

Durante o período de Carnaval, os aeroportos do Brasil registraram aumento de 6% na quantidade de voos domésticos e internacionais em relação ao mesmo período do ano anterior. Já o percentual de atrasos, segundo a SAC diminuiu, ficando em apenas 6% dentre todos os aeroportos pesquisados.

 Aeroporto Internacional de Congonhas e Guarulhos (SP)

Receita aumenta cerco e passageiros precisam estar preparados

Recentemente publicamos aqui no site que a Receita Federal vai iniciar fiscalizações maus austeras em relação às cotas das compras realizadas no exterior. A partir do primeiro semestre de 2015, quem estiver voltando ao país em voos principalmente vindos dos Estados precisa estar sabendo de suas responsabilidades.

Tudo porque, a Receita Federal brasileira irá cruzar dados regressos dos passageiros (através do Passaporte) com dados fornecidos pelas companhias aéreas, através do peso da bagagem na ida e na volta.

Pelo meio deste sistema, chamado de Big Brother, será possível classificar “comportamentos suspeitos” em aeroportos nacionais que operam voos vindos do exterior.

O foco da Receita é coibir a venda de mercadorias estrangeiras sem o pagamento de impostos de importação, o que configura sonegação, assim como o tráfico de drogas. Porém, os turistas também estarão na mira do órgão.

Este sistema já é utilizado em diversos aeroportos ao redor do mundo. Apesar de não ter sido recebido com bons olhos pelos turistas, ele é benéfico ao país, pois coíbe a sonegação e fortalece a indústria nacional.

Aos passageiros que estiverem com passagens aéreas compradas para o exterior podem observar abaixo o que pode ser trazido em voos internacionais assim como as quantidades de cada item. Segue a lista.

Produtos que podem trazidos em voos sem pagamento de taxas desde que não ultrapassem a cota de US$ 500:

 

  • 25 charutos e cigarrilhas;
  • 12 litros de bebidas alcoólicas;
  • 10 maços de cigarros;
  • 250gr de fumo;
  • 20 tipos de souvenires diferentes. Vale lembrar que as “lembrancinhas” não sejam todas iguais e não podem custem mais de US$ 10 cada;
  • 20 unidades de produtos não citados na lista acima, desde que não tenham três itens iguais.

 

Produtos que podem ser trazidos nos voos, sem pagamento de taxas e considerados para uso pessoal;

 

  • Tênis: desde que o número de pares esteja de acordo com os dias da viagem;
  • Tablets, smartphones e notebooks: eletrônicos só são taxados se ultrapassarem a cota de US$ 500.
  • Roupas: desde que o número de itens esteja de acordo com os dias da viagem. Vale lembrar que enxovais para bebês que não estejam presentes no voo serão taxados;
  • Perfumes: podem ser trazidos desde que não estejam na caixa e ser comprovado o uso pessoal;
  • Câmera fotográfica: podem ser traduzidas desde que seja a única da bagagem e esteja em uso;

 

Não podem ser trazidos em voos como bagagem e serão tributados

 

  • Pneus e itens utilizados pela indústria

 

Não podem ser trazidos ao Brasil (passageiros que possuírem alguns desses itens em sua bagagem poderão ser presos)

 

  • Produtos brasileiros que possuem venda exclusivamente no exterior como cigarros e bebidas;
  • Produtos falsificados;
  • Produtos geneticamente modificados;
  • Agrotóxicos;
  • Drogas;
  • Produtos de origem vegetal e animal (existem exceções, como o café).

 

Aeroportos regionais podem receber os mesmos serviços da Copa

Passado o período da Copa do Mundo é chegado o momento de avaliações e balanços sobre os aeroportos brasileiros. Após levantamento de dados confirmou – se o que que já havia sendo ventilado entre a sociedade: sucesso absoluto.

O êxito obtido pelos aeroportos brasileiros durante o período dos jogos servirá de exemplo para a realização de eventos futuros. O próximo acontecimento que trará muitos voos ao país será a realização da Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016. Porém o sucesso alcançado pelos aeroportos nacionais também servirá de base para as operações de terminais regionais.

O número baixo de atrasos de voos e as acomodações modernizadas foram resultados de planejamento intenso e integração satisfatória entre órgãos estatais e empresas privadas. Segundo o diretor de Gestão Aeroportuária da Secretária de Aviação Civil (SAC), Paulo Henrique Possas, todos os aeroportos devem seguir os mesmos passos e assim, aumentar as experiências positivas dos usuários.

Para o executivo é fundamental aproveitar todas as lições que a experiência proporcionou. A integração entre União e empresas privadas durante a Copa do Mundo deve servir de exemplo positivo a partir de agora. Paulo Henrique ainda saliente que o os aeroportos brasileiros vivem uma boa fase desde a realização de eventos internacionais de grande porte por aqui.

A Copa do Mundo representou o maior dos eventos, mas os aeroportos brasileiros já haviam se saído muito bem em eventos como a Jornada Mundial da Juventude, Rio + 20 e a Copa das Confederações.

O executivo acredita que para que o governo tenha sucesso no plano de revitalização da aviação civil, é necessário manter o mesmo nível de serviços prestados durante os jogos. Atletas, imprensa, turistas e organizadores foram recebidos de forma muito satisfatória em aeroportos internacionais e isso deverá também acontecer em terminais regionais.

 Aeroportuária da Secretária de Aviação CivilO caminho para a tal excelência ainda é longo, mas acredita – se que os aeroportos regionais conseguirão chegar neste nível em breve. O mais difícil já foi feito, segundo Possadas. Agora é apenas necessário manter o alto nível nos grandes centros e dar condições para que terminais menores também façam sua parte.

Os passageiros precisam cada vez mais se sentir contemplados e respeitados quando forem utilizar os serviços dos aeroportos nacionais.

TAP Linhas Aéreas é premiada pelo Aeroporto de Viena

A TAP Portugal MHIH, fundada a 14 de Março de 1945, mais conhecida como TAP Transportes Aéreos Portugueses, é uma companhia de linhas aéreas, a maior companhia aérea de Portugal, com sede no Aeroporto da Portela. É membro integrante da Star Alliance desde 14 de março de 2005, data dos 60 anos de existência da companhia de linhas aéreas. A rede de rotas da TAP compreende 80 destinos, em 36 países, através de quase 2 000 voos semanais, com uma frota de 55 aviões Airbus e outros 16 aviões em serviço da subsidiária Portugália Airlines. Em 1979, a as linhas aéreas mudaram o seu nome para TAP Air Portugal, voltando a mudar mais tarde para o nome operacional atual de TAP Portugal. Em 2012, a TAP esteve envolvida num processo de privatização em que o principal interessado, e único no fim do processo, foi o empresário Germán Efromovich.

Aeroporto de Viena

No dia 20 de Dezembro, o Governo português decidiu adiar para 2013 a venda da companhia. A TAP recebeu o título de “Best Performing New Airline” do Aeroporto de Viena, entregue durante o Vienna Airline Award Summer Event 2013. Entre as linhas aéreas presentes no Aeroporto de Viena, a TAP registrou o maior número de passageiros transportados em seus voos com nova rota, no ano passado. Com voos para Viena iniciados em 27 de maio de 2011, a TAP começou com cinco voos semanais e, com aumento na demanda, introduziu voos diários. A TAP tem registrado crescimento contínuo no volume de reservas de passagens aéreas, para o segundo semestre de 2013. Na cerimônia, Carlos Lourenço – representante da TAP para a Alemanha e Áustria – comentou: “Estamos, sem dúvida, orgulhosos por ter recebido o Vienna Airline Award. Mas, para além da alegria que este prêmio nos trouxe, vemos nele em primeiro lugar um estímulo para cada vez servir melhor os nossos clientes austríacos. Temos o dever de continuar a ser uma companhia fiável e a nossa prioridade é melhorar continuamente o nosso serviço”.

Aeroporto de Viena

Reclamações no Aeroporto Santos Durmont

A Empesa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) teve várias queixas pelas falhas no sistema de ar-condicionado do Aeroporto Santos Dumont, na região central da capital fluminense. Vários passageiros dos voos que circulavam, no dia 3 de janeiro, pelo terminal reclamavam do calor no local.

Aeroporto Santos Durmont

Essa questão já havia sido discutida e mesmo após a Agência Nacional de Aviação (Anac) anunciar uma multa de R$ 250 mil à Infraero, os passageiros dos voos reclamaram. Treze dias depois do primeiro problema, os ventiladores instalados pela Infraero, pelas lojas e linhas aéreas em algumas partes do aeroporto ainda estavam em funcionamento. Apesar das queixas dos passageiros dos voos, Aparecido Oliveirasuperintendente do aeroporto – explicou que o problema não estava relacionado com o funcionamento do sistema de ar-condicionado do terminal, mas sim com o calor atípico que tem atingido a cidade nas últimas semanas.

“Todo o sistema de ar condicionado está funcionando normalmente, nós não temos como expandir mais do que isso, o que ocorre é que têm feito um calor atípico na cidade do Rio de Janeiro. O terminal de embarque de passageiros para os voos é similar a um tubo semitransparente. Quando a temperatura aumenta, o local virá uma espécie de estufa. Todo espaço do aeroporto é coberto de vidro, as pessoas têm a sensação de estar mais quente, mas está tudo funcionando perfeitamente. E quanto aos ventiladores, nós já estamos providenciando a retirada deles, pois não são mais necessários”, explicou.

O comerciante Arnaldo Rios esteve no terminal embarcando amigos em seus voos para São Paulo e explicou que a situação no aeroporto ainda não é a ideal. “É um absurdo que os turistas, por exemplo, sejam recebidos na cidade com essas condições. Hoje está até razoável”, declarou indignado. A primeira falha registrada no sistema de ar-condicionado do Santos Dumont ocorreu no dia 21 de dezembro. No dia 26, os passageiros dos voos voltaram a sofrer com o calor. A Infraero explicou que uma falha no gerador ocasionou o problema.

Aeroporto Santos Durmont

X